presente

Hoje acordei, abri a janela e senti o ar fresco da manhã e a luz do sol a incidir no meu rosto.
Observei o além e a pequena serra diante da minha janela ocupou o meu ângulo de visão.
Tentei imaginar o meu futuro, mas depois pensei… para quê relembrar o passado, para quê sonhar com futuro?
Não sabemos quanto tempo de vida nos resta, por isso entreguem-se ao presente, vivam-no e desfrutem de todos os momentos intensamente. Abram a mente para novos conhecimentos, abram os braços para novas pessoas, abram caminho para os vossos sonhos!
Lembrem-se de que a vida é apenas uma linha recta feita de curvas e contracurvas que pode chegar ao fim quando menos esperamos.

Bianca Correia

3 comentários:

  1. muito bonito, tens muito jeito. devias escrever um livro, começa a pensar nisso ;)

    ResponderExcluir
  2. Adorei, pq é que nao publicas o teu poema??

    ResponderExcluir

As tuas palavras serão como um doce ♥