you're still in me




Dou por mim vezes sem conta a recordar tempos antigos, tempos em que um simples toque teu era capaz de me transformar na pessoa mais feliz do mundo!
Mas, parece que na altura em que mais queria que os minutos e os dias se prolongassem na eternidade, o tempo ganhou asas e tornou-se escasso retirando-me todas as oportunidades que tinha de viver e reviver cada momento que passei contigo.
Em tempos, a tua vincada personalidade ainda que muitas vezes infantil tornou-se apaixonante aos meus olhos e ao meu coração! Deixei-me levar na leveza do teu olhar e na esperança de encontrar em ti toda a doçura que escondias por de trás dessa camada superficial de rigidez e imaturidade. Mas consegui, consegui descobrir em ti esse teu lado terno e doce e, ainda que por pouco tempo, fui a feliz contemplada e merecedora de todo o amor que tinhas para me dar. Contudo, confesso que falhei. Falhei quando deixei que o meu orgulho fala-se mais alto e quando muitas vezes te encarreguei de puxar o nosso “barco” sozinho enquanto eu desfrutava da maré sem pensar que um dia acabarias por te saturar. Acabei por fortalecer o desequilíbrio entre nós, e foi isso que acabou por nos conduzir ao naufrágio.

Hoje, vejo-me, talvez pela primeira vez na vida, arrependida e responsabilizo-me a mim própria por muitas falhas e, em certas alturas, por não ter conseguido atribuir o devido valor a tudo aquilo que tinhas para me dar.
Ainda continuo a questionar e a tentar descodificar a base de cada atitude, cada palavra tua na tentativa de perceber se existe um pouco de mim que ainda permanece ilustre na tua mente e no teu coração. Continuo a especular sobre o significado que teve para ti tudo aquilo que vivemos em conjunto, pois apesar de outrora ter considerado que tudo foi apenas uma mera relação falhada, agora, após rever todos os capítulos da nossa história acabei de colocar essa perspectiva de parte...



PS: Sei que há muito tempo que não escrevia sobre ti ou para ti, mas houve algo que me levou a faze-lo, e se queres que te diga nem eu sei ao certo o que foi.


Bianca Correia

17 comentários:

  1. Está muito giro Bianca , adorei *.*

    ResponderExcluir
  2. é verdade, é mesmo muito triste! mas crescemos e aprendemos com os nossos próprios erros, por isso há que ver o lado positivo.
    comigo e com ele já não há volta a dar, mas eu hei-de ficar bem!
    muito obrigada (:

    ResponderExcluir
  3. este textinho é pó 'R' ?
    se não princesa perece mesmo ser ! :/

    ResponderExcluir
  4. ahh ok então já sei pa quem deve ser. (:
    mas ainda bem q ultrapassas-te essa fase.
    olha depois vê numa foto minha no face a conversa q tive com a carolina.é na foto a preto e branco c a pistola

    ResponderExcluir
  5. gostei, e as vezes vale a pena reecordar tempos outrora muito especiais. estas melhor da terrivel varicela??
    beijinho

    ResponderExcluir
  6. eu não sei porquê mas o blog não esta a funcionar muito bem. e agora aparece que so publicas te este texto a 8 horas, mas ja publicas te na quinta não foi^??
    e para além disso todos os comentarios que te fizeram já não aparecem. sabes o que se passa querida???
    beijinho, e gostei imenso

    ResponderExcluir
  7. O tempo faz com que vejamos as coisas com mais claridade.

    ResponderExcluir
  8. Obrigada por gostares Bianca! Tambem gostei muito do teu :)

    ResponderExcluir
  9. Amiga então estás boazita ?!
    se o rapaz te deixou é porque já não gosta de ti, então o melhor que tens a fazer é esquecê-lo (: assim poupas o teu sofrimento tá ? pronto então deixa de ter cadelinha, acabou acabou :O
    beijokas*

    ResponderExcluir
  10. » gosteii do post ++
    vou seguiir, segue tamem se gostarees (;

    ResponderExcluir
  11. ANÓNIMO: olha em primeiro lugar não sou cadelinha nenhuma, nunca fui, nem nunca pretendo ser. felizmente, não ando a rastejar atrás de ninguém. depois, não és tu que tens de me dizer o que quer que seja que tenha de fazer porque quem decide o que é melhor para mim sou eu e no mínimo tenho os conselhos dos meus verdadeiros amigos e não de pessoas como tu que nem dignidade têm para se identificar. olha a sério, cresce um bocadinho e vê lá se te deixas desses comentários pouco construtivos porque eu tenho mais que fazer e felizmente há pessoas que fazem criticas bem melhores que as tuas pois esses teus comentários não contribuem em nada para a minha vida. fica bem, sim?
    xauuu!

    ResponderExcluir

As tuas palavras serão como um doce ♥